4 Vantagens de Investir em Tinta Natural

Conjunto de pinceis sujos de tintas

Utilizadas há décadas no mercado de construção civil, as tintas convencionais estão presentes de forma quase imperceptível no nosso dia a dia. Grande parte delas contém materiais tóxicos e derivados de petróleo, prejudiciais para a saúde humana e ambiental. Tendo em vista os estímulos crescentes para a produção de materiais sustentáveis e não tóxicos, surge a tinta natural

Essa nova classe, também chamada de tintas ecológicas, não possui os Compostos Orgânicos Voláteis (COVs), responsáveis pelo forte odor das tintas convencionais. Além disso, são feitas a partir de matérias primas naturais, trazendo uma série de benefícios ao meio ambiente e à saúde. Dessa forma, se você pensa em investir em um negócio do ramo, as tintas naturais podem ser uma ótima escolha. Confira abaixo 4 das suas inúmeras vantagens!

1. Tinta natural não oferece riscos à saúde

Logo após uma demão de tinta convencional nas paredes, é comum sentir um forte odor com uma sensação de sufocamento. Isso resulta da presença dos COVs (Compostos Orgânicos Voláteis), encontrados principalmente nas tintas à base de solvente. Essas tintas podem ter várias combinações de solventes orgânicos, como aguarrás, ésteres, glicóis, éteres, etc. Essas substâncias se vaporizam facilmente, de modo a serem inaladas pelas pessoas, causando, então, sensações de mal estar no organismo. 

Já a tinta natural utiliza solvente à base de água e pigmentos provenientes de minerais, vegetais e insumos animais. Por isso, as tintas ecológicas não evaporam substâncias tóxicas à saúde humana, como os COVs. Dessa forma, seu uso é vantajoso tanto para quem aplica a tinta quanto para quem habita o ambiente em que ela foi aplicada.

Ícone do planeta terra sendo segurando por duas mão para simbolizar a sustentabilidade e cuidado com o meio ambiente

2. A tinta natural é mais sustentável e menos poluente

Muitos dos solventes e compostos utilizados na produção de tintas convencionais são derivados do petróleo. Este é uma fonte de matéria-prima não renovável e altamente poluente, tornando as tintas convencionais pouco sustentáveis e prejudiciais ao ambiente. As tintas à base de solventes devem, inclusive, ser encaminhadas para serviços especiais de coleta, devido aos resíduos tóxicos que liberam se descartadas inadequadamente. 

Por outro lado, as tintas naturais utilizam como matéria-prima insumos vegetais, animais e minerais. Esses produtos não apresentam componentes orgânicos voláteis, nem outros poluentes derivados do petróleo que agridem a atmosfera e a camada de ozônio. Além disso, as tintas naturais podem ser descartadas com o lixo orgânico, sendo facilmente degradadas na natureza. 

Dessa forma, a utilização das tintas naturais influencia positivamente a qualidade do ar e ajuda a reduzir o impacto ambiental. Além disso, investir em produtos “verdes” pode ser uma forma de alavancar as vendas e engajar a marca socialmente.

3. Permite que a parede “respire” e controla a umidade do ambiente 

A impermeabilização causada pelas tintas convencionais leva ao acúmulo de umidade nas paredes. Isso faz com que a estrutura de alvenaria fique prejudicada, além de contribuir para a formação de mofo. Portanto, outra vantagem que a tinta natural tem em relação às tintas convencionais é ser mais resistente à umidade. 

Por não utilizar ingredientes industrializados, a opção orgânica não impermeabiliza a parede, permitindo trocas de umidade com o meio. Em dias úmidos, a tinta natural absorve um pouco de umidade. Em dias secos, emite umidade, e o ar fica com mais qualidade. Essa troca é muito positiva para a saúde, pois evita a formação de mofo e de doenças respiratórias.Gotas de tinta nas cores azul, rosa, amarelo e preto em fila

4. Possui ingredientes econômicos e variados 

No desenvolvimento de novos produtos, um dos pontos mais importantes é a receita, ou seja, quais compostos utilizar e em qual proporção. As tintas naturais utilizam matéria prima mineral, vegetal ou animal, sendo possíveis inúmeras combinações entre pigmentos e ligantes. 

Entre as tintas naturais mais usadas, estão os revestimentos à base de cal. Eles podem ser misturados a pigmentos derivados de plantas, como açafrão e urucum, óxido de ferro ou minerais. Outra alternativa é a tinta de terra, que oferece grande diversidade de tons, dependendo do solo de onde se extrai a matéria-prima.

Como solvente, pode-se utilizar a água. Já como ingredientes ligantes, a cola branca PVA, caseína (proteína do leite), goma de babosa, amido ou óleo de linhaça. De modo geral, as receitas são fáceis, variadas e econômicas, pois os ingredientes utilizados são de baixo custo.

Como você percebeu, as tintas naturais oferecem muitos benefícios, para a saúde e para a natureza. Ao mesmo tempo, a demanda por produtos mais ecológicos e saudáveis é crescente nos dias de hoje. Portanto, o mercado de tintas naturais se apresenta bastante atrativo e alinhado com as tendências atuais de sustentabilidade. Ademais, a nova classe de tintas apresenta vantagem competitiva, em relação ao custo produtivo e aos métodos diversos que podem ser aplicados. 

Apesar do mercado ser promissor, é essencial que se conheça bem a área a ser investida. Isso engloba um estudo aprofundado sobre o que já existe no mercado, possíveis ingredientes, processos produtivos, maquinário, dentre outros fatores. O serviço de consultoria pode auxiliar bastante nesse processo, acesse aqui e entenda como esse serviço pode te ajudar!

 

 

 

 

 

 

Deixe uma resposta!

%d blogueiros gostam disto: