Passo a Passo de Como Abrir um Negócio de Alimentos Embutidos!

 

Alimentos embutidos são feitos à base das mais diversas carnes, podendo também ser usadas misturas. Eles passam pela trituração e pela homogeneização. Então, eles são embutidos sob pressão em um envoltório artificial ou animal, por exemplo, tripa ou bexiga. Alguns produtos conhecidos são: linguiças, salame, presunto, mortadela, os quais são alimentos muito comuns na mesa do brasileiro. Quer saber, passo a passo, como abrir um negócio de alimentos embutidos? É só conferir o texto abaixo!

 Planejar é o primeiro passo

O planejamento é o passo mais importante para o sucesso de um negócio. Essa etapa deve ser iniciada com o estudo do mercado de alimentos embutidos na região em que se deseja inserir. Pois é neste momento que serão procurados possíveis fornecedores de matéria-prima e produtores e consumidores do produto.  

Ademais, é crucial já ter em mente o volume de produção desejado e o público alvo que se almeja alcançar. Tal noção é fundamental para definir um local condizente com o objetivo que se tem para a fábrica. Ainda devem ser considerados a disponibilidade de matérias-primas e recursos (como luz, água, esgoto, internet), a facilidade de acesso por vias públicas bem pavimentadas, a proximidade dos centros consumidores e outros aspectos. 

Além disso, também é preciso ter um conhecimento prévio quanto à legislação que regula a produção e comercialização de alimentos embutidos. O objetivo disso é se informar a respeito do que é necessário para pôr em funcionamento seu negócio de modo adequado. Bem como é importante para que se tenha um rigor elevado de condições higiênicas e sanitárias.

 

Como estruturar o seu negócio

O espaço da fábrica deve comportar a área de produção e de manipulação (cerca de metade do terreno). Ademais, deve contar com sanitários, escritório e local para armazenamento de matérias-primas, embalagens e produto final. Dessa forma, é estimado o uso de um terreno de 80m2 de área.

Outros requisitos também devem ser contemplados para evitar a contaminação do produto. Alguns deles são: piso, paredes e teto conservados e impermeabilizados, iluminação natural e artificial abundante e ventilação adequada. Além disso, é válido ressaltar que os espaços destinados à produção de comestíveis devem ser totalmente separados da produção de não comestíveis. Também é preciso levar em conta diversos fatores para que seja possível estruturar corretamente o processo produtivo de uma fábrica. 

 

Da matéria-prima ao produto final

A definição do público alvo, já mencionada, é utilizada para definir as matérias-primas necessárias para a sua produção. Conhecer bem o objetivo que se tem para seu produto é relevante para que se possa fazer uso de ingredientes que confiram ao produto o diferencial almejado. Essa escolha é essencial, principalmente, para a definição de quais tipos de carnes serão usados. Contudo, mais do que as carnes, são necessários também gordura, sal, açúcares e tripas. Esse último componente pode ser natural (em geral, tripa suína ou bovina) ou artificial (feito a partir de celulose, colágeno, plástico ou filme comestível). 

Além desses ingredientes, também são usados aditivos alimentares, como os nitritos e nitratos que conservam a carne, fixam a cor característica e conferem o sabor e o aroma de cura. Entretanto, há uma certa hesitação no uso desses aditivos. Caso você também tenha essa preocupação, vale a pena saber mais sobre o motivo pelo qual essas substâncias são usadas. 

Também é fundamental ter uma gestão de estoques, ou seja, atentar-se constantemente ao equilíbrio entre a oferta e a demanda. Portanto, existem indicadores que auxiliam nesse controle, são eles: o giro e a cobertura de estoques e o nível de serviço ao cliente. O ideal é que eles sejam usados para garantir um mínimo de estoque possível de modo a potencializar seus lucros.

Um ícone de uma Salsicha marrom

Entendendo o método produtivo de uma Fábrica de Alimentos Embutidos

O planejamento prévio quanto ao tipo de produto que deseja-se produzir é de extrema importância para que se entenda sobre seu método produtivo. Por exemplo, alimentos embutidos crus frescais são produzidos de modo diferente dos defumados e curados.  Porém, existem etapas em comum, são elas: 

  • Preparo de carnes
  • Pesagem dos aditivos alimentares
  • Lavagem das tripas 
  • Embutimento 
  • Embalagem 
  • Estocagem

Dessa forma, também indica-se o serviço de consultoria que auxilie na adequação do método produtivo ao produto desejado. Investir em uma consultoria voltada para a otimização do planejamento industrial é muito vantajoso. O investimento feito retorna para o produtor por meio da redução de custos e economia de tempo.

 

Maquinário necessário

Componente imprescindível a qualquer fábrica é a máquina, dentre muitos dos seus benefícios estão a otimização da qualidade do produto e do ritmo de produção. Como indicado pela Associação Brasileira de Máquinas e Equipamentos (Abimaq), o maquinário básico necessário para a instalação da produção em questão é:

  • Moedor base
  • Câmara frigorífica
  • Misturadora
  • Ensacadeira (ou embutidora)

Desse modo, para que se saiba qual equipamento é o mais adequado, é preciso levar em consideração diversos fatores, como o volume que se deseja produzir, a matéria-prima usada, o custo e o espaço disponível para instalação. É importante também pensar na disposição desses equipamentos, de modo que seja permitida uma rota do processo produtivo mais eficiente. Para isso, é preciso realizar um mapeamento do espaço, chamado de layout industrial. Caso sejam encontradas dificuldades quanto à decisão desses aspectos, indica-se que seja procurada uma consultora especializada na área de planejamento industrial.

 Uma máquina laranja e preta

 E qual o investimento necessário?

O início de qualquer negócio demanda um investimento inicial, o qual depende de diversos fatores, como a localização da fábrica, a escala de produção que se pretende ter e o tipo de alimento embutido que deseja-se produzir.

Para se ter uma ideia do valor do investimento necessário, para estabelecer uma fábrica de alimentos embutidos de 80 m² de área, o estimado é de que seja gasto em torno de R$89.000,00. Esses gastos incluem: adaptação de um local, compra de máquinas e equipamentos, reserva para capital de giro e compra de estoque inicial.

Assim, é importante que se tenha um Plano de Negócio bem estruturado, para que os insumos necessários possam ser avaliados considerando seus objetivos e sua realidade financeira. Como não é um planejamento simples de ser realizado, recomenda-se contar com uma empresa de consultoria. Em virtude disso, tal serviço te dará o amparo necessário para que seus sonhos sejam alcançados.

Se interessou sobre o assunto? Quer abrir um negócio de alimentos embutidos e não sabe como pode implementar os passos dados acima? Entre em contato conosco para um diagnóstico gratuito!. Com muita satisfação, te receberemos para entender da sua ideia e ajudá-lo a tirá-la do papel. 

Deixe uma resposta!

%d blogueiros gostam disto: