O Que Você Precisa Saber Para Abrir uma Destilaria de Gin

Por Bárbara Pepino

No Brasil, o mercado de bebidas é 60% composto por bebidas destiladas, sendo que dentre os 7 destilados mais consumidos, o gin é um deles. O seu tom mais neutro permite a criação de diversos tipos de drinks, desde de drinks mais tropicais como também mais amargos, como a Gin Tônica e o Negroni. Devido ao impulso desses dois coquetéis, o consumo da bebida no Brasil cresceu 40% nos últimos cinco anos, segundo a International Wine & Spirit Research. Dessa maneira, montar uma destilaria de gin é uma opção rentável para quem deseja investir em um novo negócio atualmente.

É possível afirmar que o gin, produto que é formado pela fermentação de cereais e alguns destilados, está sendo visto como a “bebida do momento”. Drinks com essa bebida estão presente em diversas festas, formaturas e casamentos. Basicamente, a bebida gin pode ser classificada como qualquer destilado à base de zimbro com adição de elementos aromáticos, também conhecidos como botânicos.

Quais são os passos iniciais para abrir uma destilaria de gin?

O primeiro ponto a ser destacado ao abrir uma destilaria de gin é saber que é um processo que exige dedicação e paciência. Provavelmente, você não terá um retorno financeiro inicial muito significativo, sendo necessário um certo investimento para começar. Dessa maneira, é essencial lembrar sempre de pedir conselhos às pessoas conhecidas que já passaram pela mesma situação.

Em segundo lugar, é imprescindível solicitar o alvará de funcionamento, pois a produção deverá cumprir todas as exigências legais, tanto no âmbito nacional quanto regional. É importante destacar que a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) considera obrigatório a aplicação das Boas Práticas de Fabricação para todos os estabelecimentos ou empresas do ramo alimentício.

Por fim, realizar uma pesquisa de mercado é crucial nesse processo, porque a partir disso é possível chegar em novas ideias diferenciando sua produção das outras. Dessa maneira, fazer visitas técnicas em indústrias de destilados, experimentar novas bebidas no mercado e ir em festivais dessas bebidas são fatores essenciais para obter sucesso nesse ramo.

Quais são os principais pontos a serem considerados quando se deseja abrir uma destilaria de gin?

O primeiro ponto a ser destacado é o local. O local de produção de destilarias de gins se assemelham com cachaçarias no geral, sendo a estrutura resumida em: balcão, salão, banheiros e cozinha. As dimensões ideais do local podem variar de acordo com o tamanho da produção que deseja-se iniciar. Portanto, deve-se destrinchar rigorosamente esse ponto ao realizar a etapa de planejamento do processo produtivo.

Após a escolha do local, é interessante realizar um mapeamento dos processos industriais. O objetivo de se fazer isso é garantir a qualidade do projeto que será iniciado, evitando muitos problemas que poderiam ser gerados. É exatamente nesse momento que serão discutidas as ações que serão executadas, as entradas e saídas do processo, bem como os objetivos que a empresa deseja chegar. Além disso, as possíveis falhas do processo serão abordadas, pensando em soluções e possíveis modificações que poderão ser feitas.

Falando sobre qualidade do processo produtivo, é indispensável citar o quão importante é a elaboração de um layout industrial. O layout industrial é uma forma de otimizar um determinado processo industrial, levando em consideração as funções dos operadores da produção, a disposição das máquinas e o armazenamento das matérias-primas e dos produtos.

Quais são as matérias-primas e equipamentos necessários?

Após um bom planejamento do processo industrial, é de extrema importância adquirir as matérias-primas necessárias. No caso da produção de gin, são utilizadas bagas de zimbro, também conhecido com juniper, além de ervas botânicas e temperos aromáticos, como por exemplo, milho, cevada, centeio, canela, cardamomo e coentro. Sendo assim, é de extrema importância adaptar o seu processo industrial com as ervas escolhidas no planejamento da produção.

Por fim, é necessário adquirir os equipamentos necessários, previamente determinados no mapeamento, para que o gin possa ser produzido. Dentre os equipamentos, como por exemplo, alambiques, tanques de armazenamento e equipamentos de engarrafamento, podemos destacar o alambique como o principal. O alambique é o equipamento utilizado para destilação, que possui a função de separar os elementos voláteis, ou seja, fáceis de se tornar vapor, dos elementos fixos da matéria-prima utilizada. 

Com o objetivo de entender melhor quais são processos de abertura de uma destilaria de gin e como um planejamento industrial pode influenciar na sua produção, é importante destacar os trabalhos de uma consultoria. Eles são realizados por pessoas capacitadas em engenharia de processos e que entendem a importância do mapeamento dos processos e do layout industrial. Além disso, essas pessoas possuem uma visão sistêmica mais apurada e conseguem analisar como esses fatores podem influenciar na sua produção. 

Diante do que foi apresentado, podemos dizer que o mercado de bebidas destiladas, em específico o gin, tem se mostrado bastante promissor para investimentos.

Está interessado em saber mais sobre como abrir um negócio? Leia nosso texto sobre como lançar um produto no mercado ou entre em contato conosco.

Deixe uma resposta!

%d blogueiros gostam disto: