O que acontece na inspeção da ANVISA?

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) é uma agência reguladora cuja finalidade é promover a saúde da população brasileira. Isso é feito mediante fiscalizações da produção e do uso de produtos e serviços submetidos à vigilância sanitária. Em função disso, a agência estabelece normas, legislações e regulamentos para garantir processos bem controlados e transparentes. A Anvisa realiza inspeções a fim de averiguar a regularidade das empresas para com as exigências.

 

O não cumprimento dos parâmetros estabelecidos por essa agência pode resultar em multas e até mesmo no fechamento do estabelecimento. Além disso, a credibilidade perante os consumidores pode ser muito prejudicada. Por outro lado, cumprir as normas torna significativamente melhor o processo produtivo, e, consequentemente, contribui para um aumento da qualidade do produto final.

 

Diante disso, é natural que você, empresário, tenha um certo receio com relação a essas questões. Por isso é muito importante entender o que é avaliado em uma inspeção da Anvisa e o que seu estabelecimento deve ter para estar de acordo com as normas.

 

Vamos falar a seguir de pontos muito importantes que são avaliados nas inspeções:

O que a Anvisa avalia na inspeção?

Três pontos precisam de atenção quando se trata de visitas da Anvisa. São eles: Manual de Boas Práticas de Fabricação, Procedimentos Operacionais Padrão (POPs) e Procedimentos gerais.

Manual de Boas Práticas de Fabricação (MBPF)

Um dos pontos observados nas visitas da ANVISA é o Manual de Boas Práticas de Fabricação. Este é um documento oficial de uma empresa e tem como objetivo a padronização e detalhamento dos procedimentos de fabricação. Isso faz com que conhecimentos adquiridos possam ser identificados e acessados, facilitando a integração de novos funcionários a determinada área.

 

De maneira geral, o manual deve conter informações detalhadas do estabelecimento e do controle de requisitos higiênicos-sanitários, além de traçar a planta do processo. Essas diretrizes fornecem requisitos mínimos que um fabricante deve atender para garantir que seus produtos sejam consistentemente de alta qualidade para o uso pretendido.

 

Um MBPF bem estruturado pode proporcionar vários benefícios, como reduzir a frequência de acidentes e ajudar a controlar desperdícios. Além disso, ajuda a evitar multas das agências regulamentadoras e possibilita a instalação de uma política de controle de qualidade.

Procedimentos Operacionais Padrão (POPs)

Procedimento Operacional Padrão (POP) é um conjunto de instruções escritas que documentam uma atividade rotineira ou repetitiva de uma empresa. Caracteriza-se por instruções passo-a-passo específicas e é um complementar do Manual de Boas Práticas de Fabricação.

 

Na hora de montar o próprio negócio, empresários podem ficar confusos em relação à diferença entre Manual BPF e POP. O Manual BPF é o documento que descreve as operações realizadas e inclui requisitos higiênico-sanitários dos espaços físicos e maquinários. Por outro lado, o POP é um documento de gestão de controle aplicado no planejamento do trabalho a ser executado. O POP pode ser criado como um anexo do Manual de BPF, o que permite um maior detalhamento da linha de produção, fator analisado pela legislação.

 

Os POPs visam alcançar eficiência, qualidade e uniformidade de desempenho. Ao mesmo tempo, reduzem a falta de comunicação e o não cumprimento das regulamentações do setor. Este é um ponto importante que deve ser levado em consideração nas empresas, podendo auxiliar o entendimento dos procedimentos.

Procedimentos gerais

Para que a sua empresa tenha bons resultados, é importante garantir a qualidade do produto desde a chegada da matéria-prima no local até a distribuição para o consumidor. E por isso é necessário aderir a procedimentos gerais que cumpram esse propósito. Tais procedimentos são analisados na inspeção da Anvisa e podem te ajudar no desenvolvimento da sua empresa. Assim, é preciso colocá-los em prática de forma a garantir a eficácia dos fatores descritos a seguir.

 

Selecionar matérias-primas de qualidade e contratar fornecedores de confiança são fatores relevantes para que seu processo produtivo corra bem. Assim como utilizar equipamentos bem calibrados e assegurar uma boa distribuição do produto aos consumidores também auxilia na qualidade final.

 

Além disso, é importante garantir um adequado manuseio de lixos e resíduos, bem como a utilização de água devidamente tratada. Outro fator a ser analisado é a saúde dos manipuladores dos alimentos, uma vez que, se doentes, podem contaminar o produto e prejudicar os consumidores finais.

 

A boa aparência do estabelecimento também é levada em consideração em visitas da
Anvisa. Organização, boa estrutura, limpeza e higiene do local são fatores que contribuem muito para uma boa qualidade do produto. Além disso, deve-se garantir, também, a higiene de toda a equipe.

Por que é importante seguir as normas?

A finalidade da Anvisa é garantir a saúde do consumidor, e é por isso que ela se preocupa tanto com o controle sanitário dos estabelecimentos. Assim, seguindo as normas desse órgão você estará não só atuando legalmente, como também contribuirá para a concretização dessa finalidade. Essa é uma forma de garantir que você não tenha problemas com seus clientes e de assegurar a qualidade do produto, o que é essencial para alavancar seu negócio.

 

Além disso, caso encontre desafios na sua empresa, você será capaz de controlá-los com mais confiança. Isso porque já estará ciente de como seu processo produtivo deve funcionar e das medidas necessárias para isso fluir de forma adequada.

Por mais que muitos pensem o contrário, as normas exigidas pela Anvisa são uma forma de auxiliar o desenvolvimento do seu estabelecimento. Além de ajudar você, empreendedor, a ter condições de impulsionar seu negócio e de proporcionar segurança para os consumidores. Em razão disso, é muito importante entender as exigências desse órgão e estar de acordo com as normas dele. É normal ter dúvidas quanto a esse processo e, por isso, você pode contar com uma consultoria para auxiliar na adequação do seu estabelecimento às normas.

Precisa de ajuda para normatizar o seu estabelecimento? Ficou com alguma dúvida sobre o que acontece na inspeção da Anvisa? Entre em contato conosco para mais informações!

Deixe uma resposta!

%d blogueiros gostam disto: