Os 8 maiores erros dos microempreendedores

Nos últimos 5 anos, o número de microempreendedores individuais no Brasil já cresceu mais de 120%. Com a alta taxa de desemprego no país, diversas pessoas decidem abrir o próprio negócio como alternativa. No entanto, neste processo, muitos não sabem por onde começar, e assim acabam cometendo erros que outros já cometeram. O melhor a se fazer nesta situação é buscar entender quais 31 os maiores erros cometidos antes de abrir o próprio negócio. Por isso, selecionamos abaixo quais são os 8 maiores erros dos microempreendedores.

 

1) Escolha de uma área de atuação da qual você não gosta, nem conhece tão bem

A primeira dúvida antes de começar sempre é por onde começar. Na hora de tomar essa escolha, é importante ter em mente que não adianta escolher uma ótima área de atuação, se você não tem interesse por ela, ou nenhum conhecimento no assunto. Mesmo escutando que alguma área do mercado está bombando, é importante avaliar se ela faz sentido para você. Se você não se importa com aquilo que você faz, isso pode se tornar claro para o seu cliente. Sendo assim, tente conciliar seus interesses, paixão e experiência com sua nova área de atuação. 

2) Falta de análise do mercado de atuação

Outro aspecto a ser levado em conta é a situação do mercado. É muito importante fazer uma análise mais a fundo deste contexto antes de investir seu dinheiro em algo que você não tem nenhuma garantia. Caso contrário, você pode acabar perdendo bastante do que já foi investido. Sendo assim, para saber se um investimento vale a pena, procure fazer essa análise com cuidado. Se necessário busque ajuda de profissionais ou de empresas de consultoria. Além de te mostrar a viabilidade do negócio, esta análise vai permitir que você calcule melhor os seus gastos. 

 

3) Falta de planejamento

Junto à falta de análise do mercado, vem a falta de planejamento. Com o projeto em mente, a vontade inicial é lançar logo o produto ou serviço e fazer tudo por conta própria. Apesar de você estar extremamente motivado neste estágio do negócio, pular alguns passos pode trazer consequências graves. E assim, a mesma motivação pode desaparecer quando os erros e desafios surgirem. Dessa forma, para evitar erros e estresse desnecessário, vá com calma e dê um passo de cada vez. Faça uma boa pesquisa antes começar, crie seu plano de negócio, planeje seus gastos e garanta todos os aspectos legais. Caso necessário, busque ajuda e contrate funcionários. 

O planejamento de gastos com a abertura e manutenção do seu negócio pode ser especialmente importante. É importante pensar aqui na quantia de dinheiro que será aplicada a cada setor do negócio. O quanto será gasto com a compra de um local, dos equipamentos e com o pagamento dos funcionários, por exemplo. Este planejamento deve continuar sendo feito durante a manutenção do empreendimento, com o surgimento de novos gastos e novas preocupações. Este é um dos passos para conseguir montar o seu negócio sem grandes gastos, e evitar que a sua empresa caia nas dívidas.

 

4) Apego à ideia inicial 

Quando algo começa a dar errado em um investimento, a reação deve ser a mais rápida possível. Um dos maiores erros dos microempreendedores é se apegar à ideia inicial e não saber como agir fora do planejado. Iniciar um negócio é na maioria das vezes uma tarefa muito difícil, e lidar com imprevistos é comum. Ao surgirem novas preocupações, além de planejar gastos, é preciso analisar se vale a pena continuar com a mesma abordagem. Mudar o plano de negócio pode ser necessário, e para isso você precisa aprender com seus erros e deixar o orgulho de lado. 

 

5) Deixar de delegar funções 

Mais um grande erro é tentar dar conta de tudo. O microgerenciamento acaba sendo prejudicial ao seu negócio, ao invés de ajudar com o corte de gastos. Lidar com tarefas demais nunca garante a mesma qualidade do que ter alguém capacitado por conta daquilo. Há muitas situações que demandam que os microempreendedores assumam diferentes papéis, mas lidar com multitarefas não é a forma mais efetiva de conduzir o negócio. Saber selecionar quais tarefas você dá conta de realizar e em quais precisa de ajuda é essencial. Assim, você deve saber delegar funções e contratar com sabedoria. 

 

6) Desperdício na linha produtiva

A eficiência do processo produtivo nunca pode ser desprezada. Para não haver o desperdício de recursos, deve-se planejar bem a expansão do negócio. Caso a produção esteja acima da demanda, é preciso pensar em uma forma de estocar produtos sem que haja desperdício. Isso pode ser feito encontrando alternativas para estender o prazo de vida útil do produtos, ou alterando condições de estocagem. Além disso, o tipo de embalagem do produto também pode ser estudado, de forma a encontrar a mais adequada para conservar as características do mesmo. Se isso não for possível, o volume de produção deve ser reduzido. Também é preciso analisar se os recursos que estão sendo gastos poderiam ser melhor aproveitados. Em uma produção industrial, por exemplo, a disposição dos maquinários tem grande influência sobre este fator.  

 

7) Falta de foco no cliente

A satisfação do cliente nunca deve deixar de ser prioridade. O microempreendedor deve tomar cuidado para que o foco não seja apenas o lucro, mas sim a adequação do que seu produto oferece ao desejo do cliente. Gerar valor ao produto que é oferecido conhecendo o cliente traz o lucro como consequência, e não o contrário. 

8) Má escolha do investidor

Na hora de escolher o investidor ou sócio, é importante escolher alguém que compartilhe seus valores e visão. O investidor vale mais do que o dinheiro. Além disso, deve ser bem definido o papel de cada um no empreendimento. Muitas empresas quebram devido a mau entendimentos entre sócios. Para que isso seja evitado, tome bastante cuidado na hora de escolher alguém e não deixe de formalizar essa relação. A implementação de contratos pode ajudar a evitar isso. Não importa o quão bom os relacionamentos sejam, eles podem parar bruscamente, e não estar preparado para isso pode trazer sérias consequências. 

 

Dessa forma, fica clara a importância de ser fazer uma análise cautelosa de todo o processo de iniciar um negócio. Portanto, contar com outras pessoas para te ajudar pode ser muito importante. Nesse aspecto, uma empresa de consultoria pode te mostrar quais passos devem ser seguidos e a viabilidade da sua ideia. A Mult Jr está há mais de 10 anos no mercado, ajudando os empreendedores brasileiros a concretizar os seus sonhos. Se você deseja abrir um negócio mas ainda não sabe por onde começar nem o gasto que isso terá, entre em contato conosco.

Deixe uma resposta!

%d blogueiros gostam disto: