Saiba os primeiros passos para o desenvolvimento de produtos alimentícios

A indústria de alimentos é responsável por quase 15% do faturamento anual industrial brasileiro. Em virtude de ser um grande setor da economia, seu crescimento está atrelado à capacidade de inovações para atender novos clientes. Dessa forma, conhecer bem o processo de desenvolvimento de produtos alimentícios é fundamental para garantir o ingresso e o sucesso da sua empresa no mercado Além disso, garantir também a lucratividade do seu negócio num ambiente tão competitivo.

As rápidas mudanças tecnológicas, a diminuição do ciclo de vida das mercadorias e a maior exigência dos consumidores demandam das empresas eficiência para desenvolver produtos. Por vezes, esse não é um processo fácil. Sendo assim, há a necessidade de planejamento, pesquisa, controle e uso de métodos sistemáticos. Então, apresentamos aqui quatro passos para você delinear agora uma estratégia de lançamento de um produto alimentício!

1º Passo: Identifique oportunidades de desenvolvimento de produtos alimentícios

Em toda segmentação de mercado é possível identificar oportunidades de desenvolvimento de novos produtos. Cada problema, desejo não atendido, produto que não satisfaz à demanda existente. Cada sonho de um cliente, dor de um concorrente estabelecem uma conjuntura capaz de direcionar e motivar a elaboração de novas soluções. Portanto, é preciso ter uma visão observadora e criteriosa.

A realização de uma pesquisa voltada para os consumidores e concorrentes é fundamental para te ajudar a definir áreas a serem exploradas na indústria alimentícia. Além disso, você saberá quais pontos melhorar em sua linha de produtos. Logo, identifique as ideias e vontades dos clientes e os problemas dos concorrentes. Também, analise produtos existentes e atente-se às tendências de mercado e da sociedade.

Um setor que está crescendo bastante, por exemplo, é o de alimentos e bebidas mais saudáveis. O Brasil é o quinto maior mercado nesse ramo. Durante 2015, esse setor movimentou 27,5 bilhões de dólares no país, segundo um levantamento da Euromonitor. Sendo assim, a busca por alimentos orgânicos e outros com menor teor de sódio, lactose, glúten ou gordura se mostra em alta.

2º Passo: Especifique e elabore a ideia

Tendo sido identificada uma oportunidade de desenvolvimento, é preciso definir de forma mais clara qual é o seu produto. O objetivo é sugerir o maior número de propostas possíveis. Portanto, realizar um brainstorming ou analisar seu portfólio de produtos são recursos promissores que podem ajudar no delineamento de novas ideias. Além disso, lembre-se sempre de estabelecer as características desejáveis: custo esperado, cor, sabor e textura.

Por fim, não se esqueça de determinar quais são as especificidades do produto e de que forma ele traduz as necessidades dos clientes, os objetivos e o plano estratégico da empresa. Critérios mercadológicos, financeiros, técnicos e de processamento devem ser adotados durante as escolhas. Uma boa pergunta é: temos condições de produzir?

3º Passo: Projete o produto

Agora que você tem a ideia do produto estabelecida, está na hora de escolher quais ingredientes entrarão em sua formulação. Nessa parte, é importante atentar-se ao cumprimento da legislação alimentar e evitar o uso de aditivos em excesso – um por função é o suficiente.

Quer saber mais sobre aditivos de alimentos e como escolher o melhor para o seu alimento? Leia mais aqui.

O projeto do produto baseia-se em criar protótipos para testar as formulações e realizar modificações para corrigir problemas identificados. Dessa forma, é aconselhável alterar um ingrediente por vez, de modo a conhecer quais mudanças sensoriais ele traz à qualidade. Tente sempre questionar seus resultados, será que a escolha dos ingredientes não pode melhorar?

Testes mercadológicos também são interessantes para medir o impacto e a aceitação do seu produto pelos consumidores. A partir deles, é possível estimar o melhor preço de venda e a escolha correta da embalagem, além de permitir a coleta da opinião de seus clientes.

4º Passo: Projete o processo

Com o seu produto pronto você deve verificar quais parâmetros afetam a seguridade da produção. Alguns fatores a serem definidos são a necessidade de equipamentos, instalações, mão-de-obra, transporte. Além disso, você deve se atentar à armazenagem e seleção de fornecedores de matérias primas e de ingredientes. Portanto, esse é o momento de dimensionar e organizar a produção para atender aos consumidores e garantir que todos os esforços até aqui gerem frutos e recursos.

O constante desenvolvimento de produtos alimentícios é a fórmula que a indústria de alimentos encontrou para manter-se em crescimento. Trazer novidades ao mercado ou alternativas aos produtos existentes são maneiras de aumentar a visibilidade da sua marca, alavancar a rentabilidade e ,consequentemente, impulsionar sua competitividade. O setor de alimentos é bastante diversificado e há espaço suficiente para novos produtos se destacarem!

Agora você já está preparado para pôr aquele projeto de desenvolvimento de produto alimentício em prática. Tem alguma ideia em mente, mas acha que pode precisar de ajuda em algum passo? Entre em contato conosco!

Por Gabriel de Lima e Hugo Campos

Deixe uma resposta!

%d blogueiros gostam disto: