Como Montar Uma Indústria Têxtil

O mercado brasileiro de produção têxtil vem se destacando, nacionalmente e internacionalmente. O país figura, atualmente, entre os principais mercados de moda, sendo o terceiro maior exportador de malha. Além disso, com automação, cada vez mais presente nas fábricas, a produção têxtil tende a ser ainda mais promissora. É por isso, e muito mais, que empreendedores apostam nesse ramo do mercado. Entretanto, conhecimento e planejamento são essenciais se você deseja realizar um investimento mais seguro. Saiba então como começar a sua indústria têxtil. 

Planejar é o primeiro passo

Antes de começar qualquer negócio, estudar sobre o mercado é muito importante. Isso não é diferente quando se trata da indústria têxtil, marcada pelas diversas opções de investimento. Por exemplo, no ramo têxtil, existem setores infantis, juvenis, femininos e masculinos. 

Outro ponto importante no planejamento é pensar na localização da fábrica. Deve-se considerar a densidade populacional da região, a concorrência existente e a proximidade com fornecedores. Além disso, escolher um bom imóvel também é determinante para o sucesso do seu negócio. Confira, por exemplo, a aprovação da planta do lugar pelos órgãos estatais. A existência de espaço suficiente para carga e descarga de mercadorias também deve ser analisada.

Entender melhor sobre as normas referentes à produção em que se deseja investir também é algo a ser feito. Existem diversos registros que garantem que uma fábrica seja legal. Além disso, analisar leis específicas para o setor em que se está investindo é muito importante. A indústria têxtil pode, por exemplo, necessitar do Licenciamento Ambiental pelas Secretarias do Meio Ambiente dos Estados. 

 

Estruture bem sua fábrica

Para que uma indústria têxtil seja estruturada de forma eficiente, deve-se levar em consideração algumas subdivisões:

  • Produção: ambiente que os equipamentos são dispostos. Espaço destinado também, para estoque de matéria prima, controle e planejamento da produção. 
  • Área técnica: espaço voltado para os novos produtos a serem desenvolvidos. Modelagem, amostras e verificação da qualidade acontecem nesse setor. 
  • Atendimento e vendas:  lugar destinado para o atendimento comercial e planejamento do marketing dos produtos.
  • Finanças e administração: área da fábrica voltada para atividades de controle financeiro e administrativo, como compras, estoques e folhas de pagamento.

É muito importante, também, que alguns cuidados sejam tomados. Pensar em materiais de alta durabilidade e que facilitem a limpeza do ambiente podem ser diferenciais no seu negócio. Tintas de acrílico, por exemplo, são uma boa opção para as paredes. 

Um ponto interessante de analisar quando você vai escolher o lugar da sua fábrica é pensar na possibilidade de expansão. Buscar locais em que exista espaço para aumentar a sua produção em um futuro é recomendado. 

 

 

Saiba quais equipamentos necessários

Um dos passos determinantes para uma produção têxtil é escolher qual o setor do mercado em que você vai investir. Isso, além de ser uma grande dica para o sucesso do negócio, influencia nos equipamentos necessários. Entretanto, existem alguns básicos em uma indústria têxtil, utilizados em vários ramos de produção. 

É preciso, por exemplo, que você tenha máquinas de costura de diversos tipos, como overlock e zig-zag. Além disso, equipamentos de pregar botões e ilhoses, de casear e de fusionar também são importantes. Providenciar mesas para as diferentes etapas da produção, como corte, passar roupas e abrir costura, é necessário. Por fim, ferros a vapor, passadeiras a vapor industrial e pespontadoras também estão presentes nessas fábricas. 

 

 

Pense em matéria prima e mercadoria

Outro ponto essencial de ser levado em consideração quando se pensa em abrir uma indústria têxtil é a matéria prima. Sua fábrica vai precisar de diferentes materiais, dependendo do que será produzido, mas existem itens presentes na grande maioria das produções. As matérias primas mais empregadas são: embalagens, linhas, fios, aviamentos e tecidos. Os aviamentos, por exemplo, envolvem etiquetas, botões e zíperes. Os tecidos, por sua vez, são de diversos tipos e cores.

Uma dica importante é ter atenção no relacionamento com os fornecedores. Como muitas aquisições são sob encomenda, conseguir entregar sua mercadoria em prazo curto e pontual é importante. Para isso, você precisa de ter certeza que sua matéria prima será de qualidade e entregue no tempo certo. 

Entretanto, essas não devem ser as suas únicas preocupações. Ter uma gestão de estoques também é muito importante. Alcançar e manter o equilíbrio entre oferta e demanda é um ponto chave do negócio, indicado por três fatores:

  • Giro dos estoques: indicador do número de vezes em que o capital investido em estoque é recuperado pelas vendas. 
  • Cobertura dos estoques: mostra o período de tempo que o estoque, em um certo momento, consegue cobrir as vendas futuras. 
  • Nível de serviço ao cliente: demonstra o número de oportunidades perdidas, por falta de mercadoria em estoque, ou de prontidão na execução do serviço. 

Sendo assim, quando for abrir sua fábrica têxtil, busque ter um estoque mínimo. Isso garante menor impacto no capital de giro. Para definir esse estoque, leve em consideração os dias necessários entre o pedido e a entrega dos produtos para a empresa. 

 

 

Entenda o processo produtivo de uma indústria têxtil

Quando se pensa no processo produtivo de uma indústria de confecção, um grande é passo é definir quem vai criar as peças. Existem dois caminhos básicos. Em um deles você vai ter no seu negócio designers que serão responsáveis pela criação. No outro, você vai vai produzir por encomenda e, dessa forma, executará os modelos que o contratante escolher. 

Depois de decidir sobre a modelagem, vem a confecção dos produtos. Essa etapa pode ser dividida de diversas formas, por tipo de roupa, por cliente ou por tarefa. Além disso, a linha de produção envolve várias partes, como corte, costura e acabamento. É essencial, também, que ao final da produção exista um momento destinado para o controle de qualidade. Essa etapa engloba, por exemplo, etiquetagem, codificação, embalagem e expedição. 

Entretanto, pensar apenas em maquinário e divisão da produção pode ser um erro. Você precisa levar em conta a disposição adequada das máquinas, o layout industrial. Isso pode otimizar a sua produção e garantir que sua fábrica seja o mais eficiente possível. Além disso, contar com funcionários qualificados é de extrema importância. Diversas máquinas necessitam de operadores habilitados para que sejam utilizadas de maneira correta. Máquinas industriais de corte, por exemplo, se não operadas de forma precisa, resultam em um grande desperdício de tecidos. 

 

 

Veja quanto você precisará investir

O valor de investimento necessário em uma indústria têxtil depende de muitas variáveis. Você precisa pensar, por exemplo, nos gastos referentes ao imóvel escolhido, além de possíveis reformas a serem realizadas. Além disso, a quantidade de máquinas que serão compradas interfere muito no investimento. Dessa forma, para informações precisas sobre o investimento, é necessário que você estruture melhor o seu negócio. Tendo em mãos informações sobre as dimensões da sua produção fica mais fácil definir os valores relacionados. 

 

 

 

Sendo assim, o mercado têxtil é uma boa escolha para quem busca entrar no mundo empreendedor. Investir no seu sonho de montar uma fábrica de confecção pode ser um passo para o sucesso. Entretanto, diversos pontos precisam ser considerados para que seu negócio seja seguro. Assim, contar com um serviço de consultoria de qualidade pode ser decisivo. 

A Mult Jr auxilia diversas pessoas a colocarem em prática as suas ideias. Fornecemos serviços voltados para quem deseja investir com segurança e qualidade. Entre em contato com a gente e fique um passo mais perto de concretizar o seu negócio!

 

Deixe uma resposta!

%d blogueiros gostam disto: