5 Passos: Como Vender Seu Produto em Supermercados

Por Leonardo Amorim

Se você já produz e comercializa algum produto, é sempre bom pensar na possibilidade de aumentar o alcance de sua marca. Com isso, é possível expandir as vendas e garantir o aumento do lucro gerado. Uma das formas de fazer isso é firmar boas parcerias com os supermercados da sua região. Portanto, pensando nisso, elaboramos 5 passos que você deve seguir para ter sucesso durante o processo de venda do seu produto para supermercados.

Passo 1: Tenha tanto sua empresa, quanto seu produto, regularizados

Antes de começar a pensar em vender para grandes supermercados, é de suma importância que o seu negócio esteja em dia com a legislação. O seu estabelecimento deve ter, por exemplo, alvará de localização e de funcionamento sempre regularizados. Isso deixará tudo mais fácil durante a organização dos trâmites legais, permitindo que você emita as notas fiscais conforme previsto na lei.

O seu produto, também, precisa estar devidamente legalizado conforme as exigências da ANVISA. Deve possuir as especificações necessárias que variam de acordo com o tipo de produto, por exemplo: tabela nutricional e prazo de validade no caso de alimentos. Para saber mais sobre as normas da ANVISA e sobre o que eles observam durante a inspeção, leia o nosso texto “O que acontece na inspeção da ANVISA?”

Passo 2: Ofereça produtos de qualidade e possua experiência no mercado

É muito difícil firmar boas parcerias e vender um produto em supermercados sem ter algo de qualidade para oferecer. Normalmente, já existem várias empresas que disputam o mercado dos mais diversos bens de consumo. Sendo assim, é importante que você tenha um produto que seja competitivo. Caso contrário, mesmo que você consiga vendê-lo para o varejo, eles ficarão presos nas prateleiras.

Muitos especialistas recomendam para os iniciantes que, antes de vender para grandes supermercados, é mais interessante vender para pequenos comerciantes, como mercadinhos de bairro e padarias. Essa é uma boa forma de adquirir experiência no mercado e desenvolver o nome da marca. Caso você produza alimento e quer saber um pouco sobre como melhorar a qualidade dele, leia o nosso texto “Controle de qualidade de alimentos: o que é, qual a importância e os benefícios.” 

Passo 3: Tenha uma boa embalagem

Como muitos já sabem, a embalagem é o principal elemento de conexão entre o consumidor, o produto e a marca. Sem dúvida, uma boa embalagem é um fator que pode impulsionar a venda de um produto, podendo ser um grande diferencial dentro do mercado. Da mesma forma, caso a embalagem não esteja alinhada com o produto, ela não chamará a atenção de quem o compra. Consequentemente, a chance de que o consumidor não perceba o produto na prateleira é muito maior.

Além disso, o design agrega valor aos produtos ao relacioná-los de maneira eficiente com as necessidades e expectativas criadas pelo consumidor. Quando isso é feito de forma efetiva, são gerados reflexos positivos na experiência do consumidor, como percepção de funcionalidade, identidade, personalidade e, principalmente, fidelidade à marca.

É importante lembrar que cada centímetro de espaço dentro de uma loja física é importante. Logo, saber mostrar a um empresário, como a sua embalagem é bem adaptada para se encaixar nas prateleiras pode ser interessante. Então, saiba utilizar as vantagens da sua embalagem como argumentos para convencer o dono do estabelecimento a comprar o seu produto. Você pode conferir mais informações sobre embalagens por meio do nosso texto “Como escolher a embalagem ideal para o seu produto alimentício.”

Passo 4: Conheça bem para quem e onde você quer vender

Faça uma pesquisa para entender qual é o tipo de público que tem a maior probabilidade de consumir o seu produto. É possível que você esteja começando e não tenha condições de contratar uma empresa especializada em pesquisas de mercado. Nesse caso, você mesmo pode criar um formulário com perguntas sobre o seu produto e divulgar por meio das redes sociais ou até mesmo pessoalmente.

A partir do momento em que você possuir os dados de pesquisa em mãos, analise-os bem e os leve em consideração durante o processo de escolha dos estabelecimentos para os quais você oferecerá o seu produto. Após escolher os lugares, estude-os bem, pois é importante que você conheça os ciclos de compras, os padrões sazonais de compra e as preferências do cliente da loja. Esse conhecimento aumentará as chances de consolidação das vendas do seu produto no mercado.

Passo 5: Apresente seu produto pessoalmente

Você pode até usar diversas ferramentas de comunicação como e-mail e telefone para fazer uma introdução e se apresentar. Mas, tenha sempre como objetivo principal encontrar-se pessoalmente com o proprietário da empresa em uma reunião programada. Fazendo isso, você tem a oportunidade de mostrar o quão bom é o seu produto. Isso deve ser feito por meio de uma apresentação bem planejada, de modo que você possa levar, por exemplo, amostras para que o cliente experimente, de forma sensorial, o seu produto. Esses pequenos detalhes influenciam muito na decisão do dono do estabelecimento, o que aumenta as chances de você se dar bem dentro do varejo.

É muito comum que os varejistas peçam um tempo para considerar a proposta. Se isso ocorrer, tenha sempre um folheto de vendas com as informações das quais o seu cliente precisa e que mostre o valor do seu produto na prateleira. Com isso em mãos, o empresário pode tomar sua decisão de forma mais rápida, o que agiliza o processo e, ainda, aumenta a probabilidade de sucesso.

Com essas instruções, você pode entender melhor a importância de regularizar sua empresa, de possuir um produto de qualidade, de ter uma boa embalagem, de conhecer bem seu cliente e de apresentar o seu produto pessoalmente. Todos esses passos são essenciais quando o assunto é conquistar espaço dentro das prateleiras de supermercados e expandir o seu mercado. Além disso, tenha em mente que você pode ter alguma dificuldade em seguir algumas das nossas orientações. Nesse caso, nós estamos à disposição para ajudar, é só chamar a gente pelo chat.

Deixe uma resposta!

%d blogueiros gostam disto: